Levantamento de Necessidades de Desenvolvimento para 2023

O Levantamento de Necessidades de Desenvolvimento (LND) compõe a etapa inicial da elaboração do Plano de Desenvolvimento de Pessoas (PDP). Esse processo consiste em diagnosticar as necessidades de desenvolvimento das equipes, ou seja, as demandas por qualificação e aperfeiçoamento de servidores docentes e técnico-administrativos em educação que afetam o resultado organizacional.

O levantamento é fundamental para o planejamento de ações de desenvolvimento — como concessão de afastamentos para pós-graduação, apoio financeiro para eventos, licenças para capacitação e oferta de cursos de curta duração — a serem oferecidas pela UFSC em 2023, tanto para docentes quanto para técnico-administrativos em educação.

Etapas e Prazos

Conforme metodologia instituída pela Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, para este ano, o levantamento será realizado por meio de três etapas. Considerando que o prazo final para envio do PDP 2023 ao Órgão Central é 30 de setembro, orientamos que os servidores, chefias e diretores sigam os seguintes prazos:

  • Cadastro no Portal do SIPECIndicação de Perfil para o LND – até 14/08/2022
    Fase preliminar e indispensável para o acesso ao portal, tanto por representantes de equipes – responsáveis pelo registro das necessidades de desenvolvimento das equipes – quanto pelas chefias de unidades – ocupantes de Cargo de Direção (CD) – responsáveis pela validação das necessidades identificadas pelas equipes.
  • Etapa 1 – Identificação de Necessidades – até 28/08/2022
    Etapa realizada pelas equipes de trabalho com o objetivo de discutir coletivamente as necessidades de desenvolvimento dos membros da equipe. As necessidades identificadas pelas equipes devem ser registradas no Portal SIPEC por meio de representantes indicados pelas equipes.
  • Etapa 2 – Validação de Necessidades – até 11/09/2022
    Etapa realizada pelas chefias de unidades – ocupantes de Cargo de Direção (CD) – às quais estão vinculadas as equipes de trabalho. Nesta etapa, as necessidades de desenvolvimento são ponderadas e classificadas de acordo com a frequência com que elas ocorrem e o nível de resultado esperado.
  • Etapa 3 – Análise e Priorização de Necessidades – até 25/09/2022
    Etapa realizada pela Coordenadoria de Capacitação de Pessoas (CCP/DDP/PRODEGESP) e pelo Programa de Formação Continuada (PROFOR) com o objetivo de consolidar e priorizar as necessidades validadas na etapa anterior, tendo como base os objetivos institucionais.
Documentos Importantes
Informações Complementares
Trecho do Webinário de Tira dúvidas:
Sobre Afastamentos e Licenças para Capacitação
Trecho do Webinário do Ministério da Economia:
Etapa 3 – Análise e Priorização de Necessidades
Perguntas Frequentes
O que devo considerar como equipe? Quem é minha equipe?

Na maioria dos casos, a menor divisão administrativa dentro da unidade compõe uma equipe de trabalho. Porém, podem haver situações em que dois ou mais setores componham uma só equipe devido à proximidade de seus trabalhos ou quantidade de servidores.

Por exemplo, uma coordenadoria que possui duas divisões pode ter duas equipes diferentes realizando seus levantamentos de necessidades de desenvolvimento se as atribuições e rotinas de trabalho forem muito distintas. Entretanto, se houver proximidade, é mais interessante que as duas divisões componham uma só equipe para análise das necessidades. Cada setor tem autonomia para decidir sobre essa composição.


Quem pode cadastrar as necessidades no Portal do SIPEC?

Qualquer servidor poderá cadastrar as necessidades de sua equipe no portal, com exceção de gestores com Cargo de Direção (CD), pois atuarão como validadores dessas necessidades na segunda etapa do processo.

É recomendável que o cadastro seja realizado pelas chefias imediatas – servidores com Função Gratificada (FG) ou Função de Coordenação de Curso (FCC) – devido às suas competências e responsabilidades frente ao setor. Todavia, as equipes têm autonomia para indicar seus representantes.

É indispensável que os representantes estejam previamente cadastrados no Portal SIPEC para poder registrar as necessidades das equipes. Para solicitar o cadastro é necessário preencher o formulário eletrônico.


O responsável pelo cadastramento precisa ser a mesma pessoa responsável pela organização da equipe para o levantamento de necessidades?

Não. Cada setor pode se organizar como achar mais adequado.

Exemplo: em um departamento de ensino, um servidor pode ser o responsável por reunir e organizar o levantamento da equipe; enquanto outro servidor será o cadastrador/representante. Todavia, neste exemplo, somente o representante terá acesso ao Portal SIPEC.


Os gestores de Cargo de Direção (CD) podem participar da etapa inicial de identificação de necessidades (Etapa 1)?

Sim. É recomendável que participem, motivem e contribuam com suas equipes (como servidor e como chefia). Os gestores de Cargo de Direção (CD) só não poderão cadastrar as necessidades no Portal e, por isso, deverão indicar alguém de sua equipe para cadastrar as necessidades.

Quais as consequências de eu não participar do Levantamento de Necessidades de Desenvolvimento (LND)?

Se as suas necessidades de desenvolvimento não forem diagnosticadas no LND, poderá não haver planejamento de ações para atendê-las no ano de 2023. Por isso é importante que as suas necessidades sejam levadas até o representante de sua equipe para que estejam previstas no Plano de Desenvolvimento de Pessoas de 2023. O art. 14 da IN 21/2021 prevê revisões para o PDP em seu ano de execução, mas estas ficam pendentes de autorização pelo órgão central do SIPEC.

O que são ações de desenvolvimento?

Conforme definição da PNDP, considera-se “ação de desenvolvimento, capacitação ou treinamento regularmente instituído: atividade de aprendizagem estruturada para impulsionar o desempenho competente da atribuição pública em resposta a lacunas de performance ou a oportunidades de melhoria descritas na forma de necessidades de desenvolvimento, realizada em alinhamento aos objetivos organizacionais, por meio do desenvolvimento assertivo de competências”. São exemplos de ações de desenvolvimento: cursos de curta duração, afastamentos para stricto sensu, licença capacitação e demais eventos para capacitação.

O que são necessidades de desenvolvimento?

Conforme definição da PNDP, considera-se “necessidade de desenvolvimento: lacuna identificada entre o desempenho esperado e o desempenho atual, derivada da diferença entre o que o servidor deveria saber fazer/ser e o que ele sabe fazer/ser, com efeito sobre os resultados organizacionais”. Toda atribuição ou conhecimento desempenhado pelo servidor que exija aprimoramento para o alcance dos objetivos organizacionais é uma necessidade de desenvolvimento.